Digitaliza Negócios
O que é copywriting

Aprenda o que é copywriting com Dicky Vigarista!

Quão bem você consegue convencer alguém usando apenas palavras? Sabia que há uma técnica de escrita que tem efeito direto de estímulo de urgência no cérebro do leitor? Para saber como usar esse efeito a favor das suas vendas, você precisa aprender o que é copywriting!

Para potencializar suas vendas de maneira efetiva, o seu cliente precisa entender o que você está falando para ser cativado com o que você diz.

Ou seja, a comunicação da sua empresa deve seguir um padrão básico de compatibilidade com o cotidiano do seu público, gerando empatia e até mesmo um caso de lovemark.

Quanto mais você impulsiona essa identificação entre empresa e cliente, mais resultados positivos você terá.

É como o amor, sabe? Quanto mais você conhece alguém, mais você confia nele!

Então, logo surge um questionamento importantíssimo: quais são as palavras certas?

Infelizmente, seja no amor ou numa publicidade, você não saberá a fórmula exata para se comunicar.

No entanto, o caminho até ela é o mesmo, tudo o que você precisa é ser claro e verdadeiro. Use toda a sua vontade de conquistar, converta em técnicas e mostre o que você quer.

Leia este artigo até o final para saber o que é copywriting.

 

O que é Copywriting e qual a sua real importância?

O que é copywriting

Você já deve ter entendido a base de o que é copywriting, né? Mas vamos nos aprofundar no assunto.

O mercado digital é uma área que está em constante avanço.

No Instagram, por exemplo, já são mais de 1 bilhão de usuários ativos, sendo que, pelo menos, 8 milhões são perfis de negócios.

Isso significa que a internet é quase um campo de batalha, onde as empresas lutam para estar a frente do seu segmento como grandes gladiadores.

E mesmo que isso pareça um pouco cruel, você também está nessa guerra.

Na verdade, o funcionamento mercadológico do ambiente digital é uma corrida.

Você corre contra o tempo, contra os prazos, contra os haters, contra objeções de vendas, e ainda tem que se preocupar com a concorrência.

Quando você era criança, muito provavelmente, deve ter assistido o desenho da corrida maluca, aquele com Dicky vigarista, lembra? Ah, é quase impossível esquecer a risada do cachorro Muttley!

O desenho de Hanna Barbera, lançado em 1968, foi mundialmente conhecido e até hoje ainda é possível encontrá-lo na web para dar boas gargalhadas.

Eu adorava assistir as reprises que passavam na TV brasileira, mas o que eu não sabia é que um simples desenho animado poderia estar sintonizado com a minha vida profissional.

Parece loucura, mas aqueles personagens foram essenciais para que a minha mente desenvolvesse âmbitos criativos e me ensinassem a me virar com o que tenho.

Posso definir o que é copywriting em duas palavras: Conversão real.

Clique aqui e conheça as frases mais marcantes dos 5 maiores nomes do marketing digital!

Escrever com foco em conversões é como participar da corrida maluca, você e o seu carro contra vários tipos de personalidades, todas com suas peculiaridades e habilidades específicas.

Em um momento, você pensa que está ganhando, mas é necessário olhar para o retrovisor, pois uma vez que se está na frente, fica mais difícil não cometer erros.

É assim desde os primórdios da humanidade, o pioneirismo é arriscado, mas, se você conseguir passar da linha de chegada, o resultado é recompensador.

Afinal, atingir seus objetivos e metas é algo digno de pódio.

E para vencer na web é preciso mais que vender, é preciso converter!

 

Copywriter vs Redator publicitário

O que é copywriting

Antes de mais nada, obviamente, copywriter é a pessoa que desenvolve funções de copywriting.

No entanto, já vi muitas pessoas confundindo este trabalho com o que um redator publicitário faz.

O verdadeiro copy é um vendedor nato, ele mastiga o mercado como quem degusta uma refeição preparada em um restaurante 5 estrelas, enquanto o redator é aquele que tem fome e come escancaradamente.

É como se a redação publicitária tivesse os seus objetivos mais em evidência.

Assim podemos concluir que todo copy é também um publicitário, mas um redator nem sempre é um copy, porém ambos possuem o intuito de vender.

Ser um copywriter é saber usar a arte de escrever para editar, selecionar, direcionar e construir a interpretação do leitor ao seu favor.

Por isso que é tão importante para a sua estratégia de marketing digital.

Clique aqui e conheça 28 dicas infalíveis para montar a sua estratégia.

 

5 tipos de serviços de um copywriter

O que é copywriting

1. Anúncios na internet

Os anúncios na internet possuem um mecanismo de construção bem diferente da comunicação tradicional que o mercado já estava acostumado.

Tendo como objetivo principal chamar a atenção e prender o cliente, quem criar uma chamada na web deve sempre se atentar ao relacionamento.

Eles podem se apresentar de várias formas, tais como banners, botões, Google analytics, Instagram ADS, Facebook ADS, entre outros.

 

2. Peças físicas de publicidade

Parece que a tática de o que é copywriting é direcionada apenas para o espaço online, mas pensar isso é um grande engano.

O fundamento para uma comunicação persuasiva de qualidade é a forma de apresentação, ou seja, adequada para o público-alvo.

Nem sempre a maior parcela do seu público estará nas redes sociais, ainda existem casos em que as mídias tradicionais podem causar o mesmo, ou até maior, impacto que a internet.

Vai depender do seu segmento de abrangência!

Por exemplo, um anúncio na Mercedes, em uma revista de carros de luxo, com certeza terá resultados favoráveis.

Você, como copywriter, deve estar preparado para momentos como esse para suprir a necessidade do seu cliente em qualquer área, física ou não.

 

3. Vídeos e artigos de conteúdo

As pessoas costumam subjugar os produtores de conteúdo, como se fosse um trabalho fácil e rápido.

No entanto, criar conteúdos para internet pode ser algo extremamente cansativo, pois se trata de um exercício mental quase que diário.

Tudo que está sua volta pode servir de inspiração, link ou gancho para a construção de textos, vídeos ou áudios verdadeiramente envolventes.

O que define esse envolvimento é a estrutura do que foi produzido.

Se você precisa criar conteúdos relevantes, e precisa do engajamento, existem técnicas específicas que podem ser usadas para tornar seu artigo mais atraente, como por exemplo o uso de gatilhos mentais.

 

4. E-mails

Se já passou pela sua cabeça que ninguém lê e-mails, esqueça isso agora mesmo!

Os e-mails são considerados uma das maiores fontes de resultados das empresas atualmente.

As taxas de conversão podem variar, o que não muda o nível de importância do mesmo.

Eles servem para reforçar a presença de uma determinada marca na vida de um possível cliente, ou seja, é o que pode nutrir regularmente um lead.

É como se o receptor abrisse a caixa de entrada e sentisse a certeza de que você quer ajudá-lo.

Uma boa dica aqui é entregar alguma recompensa, tal como ebooks.

 

5. Discursos e aulas

Você já foi a alguma palestra e saiu de lá super pra cima, como se cada ensinamento te fizesse sentir os efeitos em sua mente naquele exato momento?

O palestrante talvez nem saiba, mas com certeza o roteiro do discurso estava cheio de técnicas de copywriting.

E, mesmo que não seja um produto em si, ele estava vendendo uma ideia. Da mesma forma que um professor prepara a sua aula, por exemplo.

Um copy sabe quais são os pontos primordiais a serem ditos, a partir daí, é uma prática de inserir gatilhos mentais para que o conteúdo seja cativante.

É assim que surgem aulas inspiradoras e discursos que se tornam marco para incríveis mudanças.

 

12 técnicas de copywriting

  1. Seja objetivo(a)!;
  2. Não protele os assuntos;
  3. Adicione subtitulos em seu texto;
  4. Cuidado com o uso excessivo de buzzwords;
  5. Tenha uma Call To Action poderosa;
  6. Acompanhe a concorrência;
  7. Conheça seu público;
  8. Trace a sua persona;
  9. Faça bom uso dos gatilhos mentais;
  10. Use storytelling;
  11. Personifique seus conteúdos;
  12. Forme arquétipos;

 

E aí? Já sabe mesmo o que é copywriting?

Tem alguma dúvida ou dica? Deixa nos comentários!

Não se esqueça de avaliar este artigo caso ele tenha sido útil para você!

Até a próxima conversa!

Avalie este artigo
[Total: 0 Média: 0]

Geovana Moura

Inserir comentário